Ensino não superior

· 1.º Nível: Educação Pré-escolar

· 2.º Nível: Educação Básica

· 3.º Nível: Educação Média Diversificada (Bacharelato)

A Educação é obrigatória no  2.º nível do sistema educativo. Nos meios rurais e nas zonas indígenas e fronteiras, o acesso à educação é baixo. No meio urbano, em cada 10 crianças, 9 frequentam a escola, enquanto no meio rural, em cada 10 crianças apenas 6 crianças frequentam a escola.

Educação Pré-escolar (- /7 anos)

A Educação Pré – escolar designa o primeiro nível do sistema educativo. Visa, de um modo geral, facilitar e orientar a formação da criança.

A Educação Pré – escolar tem como objectivos:

· Criar experiências que sirvam de base para o desenvolvimento de uma pessoa autónoma;

· Facilitar o desenvolvimento físico, cognitivo, sócio – emocional, psicomotor e de linguagem da criança no desenvolvimento da sua personalidade;

· Permitir a participação activa da criança no seu processo de aprendizagem;

· Incentivar o desenvolvimento de habilidades e competências que constituem a base das aprendizagens e experiências educativas posteriores;

· Apoiar a família e a comunidade no processo educativo das crianças;

· Promover atitudes de conservação, defesa e melhoramento do ambiente, assim como o uso racional dos seus recursos;

· Conduzir a criança a valorizar a identidade nacional e o espírito de trabalho.

O horário das actividades escolares compreende dois turnos: das 7 h às 12h (turno da manhã) e das 13h às 18h (turno da tarde).

                           clip_image002

Matrículas na Educação Pré – escolar

clip_image004

         clip_image006

(http://stats.uis.unesco.org/unesco/TableViewer/document.aspx?ReportId=121&IF_Language=eng&BR_Country=8620)

Em 1991, 40% das crianças estavam matriculadas na pré-escola. Em 2006, houve um aumento de matrículas neste nível educativo (60%).

Em 1952, havia 10.578 crianças matriculadas nas escolas pré-escolares, o que representava 0,19% da população total. Em 2002, aumentou para 863.364 crianças inscritas nas escolas pré-escolares, o que representa 3,4% da população total.

Entre 1988-1999, cerca de 94% das matrículas nas escolas pré-escolares eram de crianças que viviam em meios urbanos. Apenas 6% das crianças viviam em meios rurais.

Educação Básica (7- 16 anos)

A Educação Básica corresponde ao segundo nível obrigatório do sistema educativo.

São principais objectivos da Educação Básica:

· Contribuir para a formação integral do educando através do desenvolvimento das suas aptidões e das suas capacidades científica, técnica, artística e humanista;

· Orientar escolar e profissionalmente o educando e iniciar a aprendizagem de técnicas para, posteriormente, exercer na sociedade uma função útil;

· Estimular o desejo de aprender.

O plano de estudos inclui fundamentos filosóficos, psicológicos, pedagógicos, sociológicos e culturais. Tem como disciplinas obrigatórias o Espanhol e Literatura, Geografia e História da Venezuela, Geografia geral, História Universal, Matemáticas, Educação Familiar e Cidadania, Educação Artística, Educação para o Trabalho, Educação para a Saúde, Educação Física e Desporto, Ciências da Natureza, Biologia, Física, Química e Inglês.

A Educação Básica compreende três ciclos, com uma duração de 3 anos cada um:

· o 1.º Ciclo (1.º ao 3.º grau) tem como disciplinas O Espanhol e Literatura, Matemáticas, Estudos Sociais e Educação Artística;

· o 2.º Ciclo (4.º ao 6.º grau) tem como disciplinas o Espanhol e Literatura, Estudos Sociais, Matemáticas, Ciências da Natureza e Educação para a Saúde;

· o 3.º Ciclo (7.º ao 9.º grau) tem como disciplinas as áreas das Línguas, Ciências da Natureza e Educação para a Saúde, Educação para o Trabalho e Estudos Sociais.

clip_image008

(http://www.ibe.unesco.org/countries/Venezuela.htm)

As disciplinas com maior carga horária, no 1.º e 2.º ciclo são as Línguas, as matemáticas e os Estudos Sociais (2.º ciclo).

clip_image010

(http://www.ibe.unesco.org/countries/Venezuela.htm)

No 3.º ciclo, as disciplinas com maior carga horária são as Línguas, Educação para o Trabalho e Ciências da Natureza e Educação para a Saúde. Em comparação com o 1.º e 2.º ciclo, o 3.º ciclo possui uma maior carga horária semanal (1, 665 minutos por semana)

No meio urbano, as escolas cumprem o horário das 7 h às 12 h (turno da manhã) e das 13 h às 18 h (turno da tarde).

Em relação aos docentes, é lhes estabelecido um horário de trabalho de 5 horas (4 horas para desempenhar a função de docente e 1h para o desempenho de funções administrativas).

A avaliação contínua é realizada em diferentes fases: antes, durante e após as actividades educativas, a fim de identificar, avaliar e registar os resultados do desempenho global de alunos de uma forma sistemática. A avaliação global avalia os resultados nos domínios cognitivos, afectivos e psicomotores, tendo em conta os factores envolvidos no processo de aprendizagem. No 1.º e 2.º ciclo, a avaliação é global. No 3.º ciclo, a avaliação dos alunos realiza-se por disciplina. Se um aluno em duas ou mais disciplinas obter uma nota inferior a 10 valores, esse aluno é reprovado. Se obter uma qualificação superior a 10 valores, é aprovado, recebendo um certificado de conclusão do Ensino Básico (9 graus de estudos exigidos) que lhe permite continuar os seus estudos ao nível do Ensino Médio Diversificado e Profissional.

As avaliações realizadas nas áreas Línguas e Matemáticas demonstram níveis de rendimento muito baixos. Os índices de reprovação reflectem essa realidade em quase todos ciclos da Educação Básica.

No período escolar 2001-2002, a taxa de reprovação foi de 6,6% para as crianças do sexo feminino e 9,7% para as crianças do sexo masculino. A taxa de progressão escolar foi de 91,85%, percentagem menor que no ano escolar anterior (92,2%).

Matrículas na Educação Básica

clip_image012

      clip_image014

(http://stats.uis.unesco.org/unesco/TableViewer/document.aspx?ReportId=121&IF_Language=eng&BR_Country=8620)

Em 1991, 86% dos rapazes e 89% das raparigas estavam matriculados nas escolas básicas. Em 2006, há uma igualdade de percentagem entre as raparigas e os rapazes nas escolas básicas (91%).

Este nível constitui o mais numeroso do sistema educativo. No ano escolar 1993-1994 houve 4.217.283 alunos matriculados na Educação Básica, dos quais 3.204.994 dos alunos vivem em meios urbanos e 1.012.289 vivem em meios rurais.

Educação Média Diversificada e Profissional (16 -18 anos)

A Educação Média Diversificada está estruturada em três áreas: Humanidades, Ciências e Artes, cada uma com uma duração de 2 anos. No caso de o aluno obter aprovação nas disciplinas específicas da área em estudo, recebe o título de Bacharel nessa área, podendo seguir a educação superior ou entrar no campo de trabalho.

A Educação Média Profissional está estruturada em 4 áreas: Industrial (construção civil, construção naval, química industrial, etc), Agropecuária (produção agrícola, produção pecuária, conservação de alimentos, etc), Comércio e Serviços Administrativos (Contabilidade, Turismo, Seguros, administração financeira e pública, etc) e Promoção e Serviço para a Saúde (administração de serviços, etc). Os alunos que aprovem nas disciplinas correspondentes à área em estudo recebem o título de Técnico Médio, o que lhes permite ingressar no mercado de trabalho. Além disso, podem prolongar os seus estudos ao nível do ensino superior se pretenderem o título de Técnico Superior.

A Educação Média Profissional tem como disciplinas obrigatórias o Castelhano, Literatura Venezuelana, História e Geografia da Venezuela e Educação Física e Desporto.

    clip_image016

(http://www.ibe.unesco.org/countries/Venezuela.htm)

No 1.º e 2.º ano da Educação Média Profissional a carga horária total, para os alunos, é a mesma (32h). Enquanto a carga horária total, para os professores, é superior no 1.º ano.

No nível técnico-profissional aplica-se o mesmo sistema de avaliação do ramo científico – humanístico, só difere nas disciplinas eminentemente práticas. Nessas disciplinas, a avaliação é contínua.

Matrículas na Educação Média

clip_image018

       clip_image020

(http://stats.uis.unesco.org/unesco/TableViewer/document.aspx?ReportId=121&IF_Language=eng&BR_Country=8620)

Em 1991, apenas 18% dos alunos estavam inscritos na educação média. Em 2006, 71 % das raparigas e 62% dos rapazes estão matriculadas na Educação Média.

Durante o período escolar 2001-2002 houve 499.666 matrículas na Educação Média Diversificada e Profissional, sendo a taxa bruta de escolaridade inferior a 40%. A taxa de reprovação foi de 4.6% nas raparigas e 5.8% nos rapazes. A taxa de progressão escolar foi de 94.8%.

Progressão e conclusão do ensino

             clip_image022

      clip_image024

(http://stats.uis.unesco.org/unesco/TableViewer/document.aspx?ReportId=121&IF_Language=eng&BR_Country=8620)

Em 2006, 96% das crianças concluíram o ensino básico, dos quais 98% eram do sexo feminino e 93% do sexo masculino.

Fontes:

http://portal.unesco.org/education/en/ev.php-URL_ID=40314&URL_DO=DO_TOPIC&URL_SECTION=201.html, captado no dia 8 de Abril de 2008 às 20 horas e 12 minutos

http://tirem-as-maos-da-venezuela.blogspot.com/2008/03/aumenta-o-nmero-de-alunos-matriculados.html, captado no dia 3 de Maio de 2008 às 18 horas e 31 minutos

http://www.ciberamerica.org, captado no dia 19 de Fevereiro de 2008 às 12 horas e 22 minutos

http://www.ibe.unesco.org/countries/Venezuela.htm, dia 3 de Maio de 2008 às 17 horas e 39 minutos

http://www.oei.es/quipu/venezuela/,captado no dia 11 de Abril de 2008 às 19 horas e 6 minutos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: